Páginas

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Resumão - Língua Portuguesa - Substantivos

Substantivo é a palavra que dá nome aos seres reais ou imaginários.

Classificação dos substantivos:

Simples: apresentam um só radical em sua estrutura. Exemplo: flor.
Compostos: são formados por mais de um radical. Exemplo: água-de-cheiro.
Primitivos: são aqueles que dão origem a outras palavras, ou seja, não provêm de nenhum outro radical da língua. Exemplo: jornal.
Derivados: são formados de outros radicais da língua. Exemplo: jornalista.
Comuns: referem-se, de maneira geral, a qualquer ser de uma mesma espécie. Exemplo: vida.
Próprios: designam determinado ser (ou lugar) entre outros da mesma espécie, de uma maneira individual ou particular. São escritos com letra maiúscula. Exemplo: Lucas.
Concretos: nomeiam seres com existência própria, ou seja, seres que não dependem de outros para existir, podendo ser reais ou imaginários. Exemplo: pássaros.
Abstratos: nomeiam ações, estados, qualidades e sentimentos que não têm existência própria, só existem em função de outro ser. Exemplo: alma.
Coletivos: referem-se a um conjunto de seres de uma mesma espécie, mesmo quando empregados no singular, e representam um tipo de substantivo comum. Exemplo:  elenco.

Flexão dos substantivos:

Gênero
Substantivos biformes: cão - cadela.
Substantivos uniformes:
     Epiceno: pulga macho - pulga fêmea
     Sobrecomum: a vítima masculina -  a vítima feminina
     Comum de dois gêneros:  o motorista - a motorista

Número
Singular: Café
Plural: Pardais

Grau
Aumentativo sintético: narigão
Aumentativo analítico: nariz grande
Diminutivo sintético: narizinho
Diminutivo analítico: nariz pequeno

Leila Lauar Sarmento. Gramática em textos - Editora Moderna

Nenhum comentário :

Postar um comentário