Páginas

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Fontes Alternativas


       Os atuais modelos de desenvolvimento socioeconômico estão fortemente baseados no consumo do petróleo. Essa fonte de energia, no entanto, além de bastante poluente, não é renovável. Isso traz um desafio para a sociedade atual: rever seus padrões de produção e consumo de mercadorias e desenvolver fontes alternativas de energia.
          Para isso, são necessários uma nova postura da sociedade em geral e investimentos, públicos e privados, em tecnologias para a geração de energia limpa e a adoção de políticas de eficiência energética: veículos mais econômicos e menos poluentes; construções adequadas às condições climáticas; uso de equipamentos de iluminação e eletroeletrônicos de baixo consumo energético; entre outros.
          Uma política energética inclui, ainda, a necessidade de os governos ampliarem o acesso das populações à energia elétrica. Atualmente, um terço da população mundial está privada do uso da eletricidade, condição básica para a melhoria da qualidade de vida das pessoas. Isso é ainda mais urgente no atual contexto da Terceira Revolução Industrial, em que a informática traz novas exigências para a inserção no mercado de trabalho.
          As fontes alternativas atualmente disponíveis exigem desenvolvimento tecnológico para serem viáveis economicamente e, dessa forma, utilizadas em grande escala. Entre elas, destacam-se a luz solar, a biomassa, o vento e o calor da Terra. Somada ao desenvolvimento de energias alternativas, menos poluentes e renováveis, e à ampliação do acesso a elas, há a necessidade de se investir no aprimoramento das redes de transmissão, para reduzir as perdas de energia elétrica.

Nenhum comentário :

Postar um comentário