Páginas

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Diferenças entre Complemento nominal e Adjunto adnominal

Complemento nominal é o termo da oração que completa nomes, isto é, substantivos, adjetivos, e vem preposicionado.
Adjunto adnominal é o termo da oração que modifica um substantivo, caracterizando-o ou determinando-o.

Ocorrem às vezes dúvidas quanto à identificação do complemento nominal e do adjunto adnominal, especialmente quando este é expresso por locução adjetiva. Para diferenciá-los, é preciso observar as peculiaridades de cada um.
O complemento nominal completa o sentido de um nome transitivo (substantivo, adjetivo ou advérbio), vem sempre precedido de preposição e nunca indica posse. Ele indica o alvo da noção expressa pelo substantivo. Se o termo preposicionado completar um adjetivo ou um advérbio, será sempre complemento nominal.

Os adolescentes sentem necessidade de orientação.  (substantivo; complemento nominal)
Considere-o apto em questões de linguagem. (adjetivo; complemento nominal)
Permaneceu perto de mim. (advérbio; complemento nominal)

O adjunto adnominal determina, especifica ou qualifica somente substantivos (concretos ou abstratos), nem sempre vem precedido de preposição e pode indicar posse:

O discurso do orador emocionou os jovens colegas. (substantivo; adjuntos adnominais)
O amor da mãe aos filhos revela-se em todos os gestos do dia-a-dia. (substantivos; complemento nominal; adjunto adnominal)

Se houver um termo preposicionado ligado a um substantivo, esse termo poderá ser complemento nominal ou adjunto adnominal. Se o substantivo tem sentido transitivo(incompleto) e o termo com preposição é o paciente, ocorre o complemento nominal. Mas quando esse termo é o agente, ele representa o adjunto adnominal. Veja os exemplos:

A informação aos clientes foi clara. ( substantivo transitivo; complemento nominal 'paciente')
A informação dos clientes foi clara. ( substantivo; adjunto adnominal 'agente')

Nenhum comentário :

Postar um comentário