Páginas

terça-feira, 7 de maio de 2013

Os Jogos Olímpicos

A partir de 776 a.C., de quatro em quatro anos, os gregos das mais diversas cidades reuniam-se em Olimpíada para a realização de um festival de competições que ficou conhecido como Jogos Olímpicos, ou Olimpíadas.
Os Jogos  Olímpicos eram realizados em honra a Zeus (o mais importante deus grego) e incluíam provas de diversas modalidades esportivas: corrida, salto, arremesso de disco, lutas corporais. Além do esporte, havia também competições musicais e poéticas.
Esses jogos eram anunciados por todo o mundo grego dez meses antes de sua realização. Os gregos atribuíam tanta importância a essas competições que chegavam a interromper guerras entre cidades (trégua sagrada) para não prejudicar a realização dos jogos.
Os Jogos Olímpicos da Antiguidade foram celebrados até o ano de 393 d.C., quando o imperador romano Teodósio I, que era cristão, mandou fechar o templo de Zeus, em Olímpia, provavelmente para combater cultos não-cristãos.
Quinze séculos depois, um amante do esporte, o educador francês Pierre de Fredy, o barão de Coubertin (1863-1937), empreendeu esforços para restaurar os Jogos Olímpicos. Sua "causa" obteve simpatia e adesão internacionais. Em 1896, foram realizados em Atenas os primeiros Jogos Olímpicos da Era Moderna.
As atuais Olimpíadas, também realizadas de quatro em quatro anos, reúnem atletas de diversos países do mundo e procuram preservar o ideal de união dos povos por meio do esporte.

Fonte: Livro: História Global - Brasil e Geral - Gilberto Cotrim

Nenhum comentário :

Postar um comentário