Páginas

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Resumo - História: Grécia Antiga

Território grego - apresenta duas características físicas marcantes: as montanhas, que dominam cerca de 80% de seu território, e o mar, já que praticamente nenhum ponto fica distante de suas costa recortada.

A verdade é que nunca houve um Estado grego unificado. O que chamamos de Grécia Antiga não foi nada além de um conjunto de pólis, isto é, cidades independentes e, muitas vezes, rivais umas das outras. O que as integrava eram alguns elementos culturais comuns, que nos permitem falar na existência de uma civilização grega.

Os primeiros povos a habitarem a região foram os aqueus, os eólios, os jônios e os dórios.

Clã - uma grande família
Ghenos ou génos - grande comunidade formada por clãs.

Origem das grandes cidades gregas - os clãs cresceram, transformando-se numa grande comunidade chamada ghenos, que era comandada pelo patriarca (também chamado de pater-família ou baliseu). A união de ghenos (o que ocorria em casos de guerra, por exemplo) era chamada de frátria. As frátrias passaram então a unir-se, dando origem às tribos, que logo deram origem às grandes cidades gregas.

Pólis ou cidade-estado - cidades independentes, cada qual com seu próprio governo, leis, calendário, moedas...

Patriarca - também chamado de pater-família ou baliseu, cada gheno era comandada por um patriarca que administrava a terra e os instrumentos de trabalho que eram coletivos.

Esparta - O governo de Esparta tinha como um de seus principais objetivos fazer cidadãos modelos de soldados.

Atenas - O governo democrático, tinha como principal objetivo a formação de cidadãos.

Ilíada - retrata a Guerra de Tróia.
Odisséia - conta as aventuras de Ulisses quando retorna da Guerra de tróia.

Guerras Médicas - foram um grande conflito entre gregos e persas durante o século V a.C. Recebeu esse nome porque os gregos chamavam os persas de medos.

Guerra do Peloponeso - Deveria decidir qual das duas (Atenas ou Esparta) dominaria toda a Grécia.

4 comentários :